26 março, 2013

Copa Evangélica do Rio de Janeiro atrai 2,5 mil atletas de Cristo

Antes de cada partida acontece um culto no meio do campo com leitura da Bíblia e ministração

A Copa Evangélica do Rio de Janeiro chamou atenção do jornal O Dia por reunir 150 equipes de jogadores evangélicos, somando 2,5 mil atletas de Cristo que fazem parte de pelo menos 30 denominações diferentes.
Fundado em 2007, o campeonato de futebol amador começou com apenas sete times e hoje viu a quantidade de interessados em participar multiplicar de forma surpreendente.
O objetivo da copa não é apenas o divertimento como explica o presidente do Ministério Esportivo da Copa Evangélica, Bruno Brito, que também é pastor da igreja Ministério Betel Restaurando Vidas. “Através do esporte, estamos difundindo cada vez mais o cristianismo e trazendo mais fiéis para as igrejas.”
O pastor sabe que o futebol proporciona a integração entre as pessoas e aproveita para poder evangelizar.
“Nossa missão é fazer do futebol uma ferramenta de evangelização. Acreditamos que o futebol sempre pode proporcionar a comunhão e a integração entre as pessoas”, disse.
Os times estão divididos em três divisões, no momento os times da terceira divisão estão se enfrentando e em agosto será a vez dos times da primeira e a segunda. Um site foi criado para mostrar o calendário de jogos, quem quiser conferir pode acessar o www.copaevangelicarj.com.br.
Mas a Copa Evangélica não é diferente dos campeonatos de futebol só por ter atletas cristãos, mas por iniciar as partidas com um culto no meio do campo. “São momentos de fé, que fortalecem os laços de amizade, inclusive entre as famílias nas arquibancadas”, diz Bruno Brito.
Outra diferença notável nesses jogos é a ausência de ofensas entre os times rivais, entre as torcidas e até mesmo sem ofensas contra o juiz. “Palavrões ou agressões físicas podem culminar com expulsões, inclusive do time inteiro, das competições”, explica o presidente da Copa.

0 comentários:

Postar um comentário