12 março, 2013

Polícia prende presidente e ex-presidente da Igreja Maranata

Os quatro pastores estão sendo acusados de coagir as testemunhas e também autoridades que trabalham no caso.

Uma operação conjunta da Polícia Federal, Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Ministério Público Estadual resultou na prisão do atual presidente da Igreja Maranata, Elson Pedro dos Reis, do ex-presidente Gedelti Gueiros e de dois pastores, Amadeu Loureiro e Carlos Itamar.
As prisões aconteceram na manhã desta terça-feira (12) em Vitória, no Espírito Santo. A decisão da justiça pela prisão preventiva dos quatro homens tem a ver com o processo que apura o desvio de ofertas.
O Ministério Público do Estado do Espírito (MPES) Santo afirmou que havia fortes indícios de que os presos estariam coagindo, de forma direta e indireta, as testemunhas e autoridades responsáveis pelas investigações.
Para impedir que essa coação tenha resultado a Justiça ordenou a prisão dos pastores e espera com isso preservar a vida e a incolumidade física e psíquica de testemunhas e autoridades Judiciais, do Ministério Público e da Polícia, todas envolvidas no caso, permitindo o curso livre e desembaraçado dos procedimentos e impedindo afrontas aos poderes constituídos, às leis e a Justiça.
Ainda nesta manhã a operação cumpriu sete mandados de busca e apreensão de materiais que serão analisados. Nos próximos dias novas testemunhas do caso serão ouvidas pelo MPES.
As acusações contra os líderes da Igreja Maranata são várias: estelionato, falsidade ideológica, tráfico de influência, desvio erário, lavagem de dinheiro e outras. Com informações A Gazeta.

0 comentários:

Postar um comentário